Videos

Professor Alexandre Reis Percequillo, do Departamento de Ciências Biológicas, participa de equipe pioneira de cientistas tropicais em busca de novas criaturas e plantas em expedição rara à montanha mais alta e isolada do Brasil, o Pico da Neblina.

Replicamos reportagem inicial da edição 65 do "TV USP Informa", onde você conhece atividades de pesquisa e extensão de docentes e pesquisadores da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz em áreas tão diversas como levedura para produção de bebidas, desenvolvimento de carvão para atividades de recuperação de água  e insumos do solo e atividades de promoção de ecoturismo. Tudo isso e muito mais no "TV USP informa", o telejornal da Divisão de Comunicação da Esalq/USP em Piracicaba.

A fecundação das plantas depende de o grão de pólen ser liberado por uma flor, alcançar outra flor da mesma espécie, e só então fertilizar seu óvulo. Nessa jornada, o grão de pólen – para proteger o material genético masculino que carrega - precisa crescer, se alongar, e virar o que os cientistas chamam de tubo polínico. Até agora, não se sabia exatamente como essa parte da fertilização acontecia. Mas pesquisadores da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da USP - Universidade de São Paulo e de mais quatro universidades uniram esforços e descobriram!

Uma pesquisa do Departamento de Ciências Biológicas da Universidade de São Paulo (USP), em Piracicaba (SP), desenvolveu um tomate sem sementes. Com aparência semelhante aos convencionais, o novo tipo do fruto foi criado através de uma bactéria que mudou o DNA da planta. Ainda não há previsão para a comercialização e a experiência pode ser expandida para outras frutas.

Este webinar aborda as causas de a maioria das propriedades rurais no Brasil apresentarem passivos ambientais; as motivações para as alterações da legislação ambiental no Brasil, que resultaram na Lei nº 12.651, de 2012; a veracidade dessas motivações; os pontos positivos dessa legislação; as metodologias de restauração mais recomendadas para cada uma das situações de degradação encontradas; além de serem mostrados muitos exemplos de restauração no Brasil todo.

O professor Sergius Gandolfi, da Escola Superior de Agricultura Luiz Queiroz (Esalq/USP), questionou a redução das Áreas de Proteção Permanente (APPs) nas beiras dos rios brasileiros, conforme previsto no artigo 61, I do Código Florestal, em audiência pública presidida pelo Excelentíssimo Ministro do STF o Dr. Luiz Fux

Palestra do Professor Ricardo Ribeiro Rodrigues da ESALQ/USP no dia 20 de agosto de 2015 durante o IV Simpósio de Sustentabilidade e Ciência Animal (IV SISCA)

Nesse vídeo, Flávio Gandara fala um pouco sobre o FEHIDRO - Fundo Estadual de Recursos Hídricos, que dá recursos para ações e projetos em Educação Ambiental como o Projeto "De Olho na Bacia".

Este vídeo é resultado do acordo de cooperação técnica, científica e cultural que entre si celebram a Universidade Federal da Bahia e a Secretaria do Meio Ambiente do Estado Da Bahia para realização de formação complementar em gestão ambiental.

Palestra do professor Sergius Gandolfi da ESALQ-USP, sobre as alterações no código florestal durante IV Simpósio de Restauração Ecológica que aconteceu de 16 a 18 de novembro de 2011, no Instituto de Botânica de São Paulo, reunindo pesquisadores, professores universitários, empresas, produtores e alunos de graduação e de pós-graduação dos cursos afins ao evento.

O prof. Ricardo Ribeiro Rodrigues, da área de Ciências Biológicas da Esalq e representante da SBPC, fala da consulta técnica feita pela comissão de Meio Ambiente do Senado federal ao corpo de cientistas da Esalq/USP sobre no novo código florestal brasileiro.

Páginas